Site TRT 19ª Região - TRT/AL realiza 4ª Reunião de Avaliação Estratégica

Notícias

Notícias

14/12/2017 - TRT/AL realiza 4ª Reunião de Avaliação Estratégica

TRT/AL realiza 4ª Reunião de Avaliação Estratégica

O Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL) realizou na última segunda-feira (11.12) a 4ª Reunião de Avaliação da Estratégia (RAE) de 2017. No encontro, realizado na Presidência do TRT/AL, foram apresentados os resultados das metas estratégicas de janeiro a novembro de 2017 e as metas nacionais aprovadas para o Poder Judiciário em 2018. Também foi apresentado o resultado detalhado do Selo Justiça em Números 2017 conferido pelo Conselho Nacional de Justiça - no qual o TRT/AL conquistou a premiação na categoria Ouro.
    
Segundo o servidor da Secretaria de Gestão Estratégica (SGE) Diego Chendes Dias Gomes, responsável pelo acompanhamento dos indicadores estratégicos do Tribunal, o Regional alagoano vem cumprindo a maioria das metas estabelecidas no Plano Estratégico 2015-2020. "A realização da reunião de avaliação estratégica a cada trimestre é importante para que os gestores de cada área identifiquem as metas alcançadas e quais precisam receber melhor atenção para obter resultados satisfatórios", afirmou.

Entre as metas que merecem destaque está a que prevê o julgamento de uma quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos em 2017. Segundo o resultado apresentado na RAE, 18 das 22 Varas do Trabalho julgaram mais processos que os recebidos. "De janeiro a outubro desse ano, o Regional de Alagoas ficou na primeira colocação nacional no índice de processos julgados entre os 24 TRTs do País", observou Diego Chendes.

Outro indicador que mereceu destaque no relatório apresentado foi o do Índice de Conciliação na fase de conhecimento, que compreende o período entre o ajuizamento da ação e até a prolação da sentença ou acordo. Também no período de janeiro a outubro deste ano, TRT/AL foi o segundo melhor entre os 24 Regionais, alcançando o índice de 52,91% de processos solucionados via acordo entre as partes. Excluem-se da base de cálculo os processos com desistência, arquivamento e declaração de incompetência.

Um dado a ser destacado em relação ao tempo médio de duração do processo na primeira instância na fase de conhecimento é que a 3ª Vara do Trabalho de Maceió é a mais célere entre 130 Varas do Trabalho de capitais do Nordeste. O tempo médio de duração do processo na 3ª VT registrado de janeiro a outubro de 2017 foi de 72 dias.
    
Para se ter ideia do significado desse resultado, vale citar que a última colocada no ranking tem tempo médio de duração de 527 dias. No levantamento foram excluídas duas varas de Natal e outras duas em João Pessoa, que foram criadas em 2017, por mudança de Jurisdição. A 2ª VT de Maceió também apresentou um excelente resultado, ficando na 5ª colocação entre as varas de capitais do NE, com o tempo médio de duração do processo de 97 dias.

O presidente do TRT/AL, desembargador Pedro Inácio da Silva, observa que nesta última RAE foi demonstrado que algumas pendências no cumprimento de Metas foram superadas, com a aprovação do novo Regulamento Geral de Secretaria e a realização do curso de Mapeamento de Processos para as áreas administrativas do Tribunal.

"Ficamos muito satisfeitos com o recebimento do Selo Ouro do CNJ, pelo segundo ano consecutivo. A premiação foi resultado do trabalho conjunto de excelência apresentado por servidores e magistrados na produção, gestão, organização e disseminação das informações administrativas e processuais. Nessa última RAE foi feito o detalhamento da pontuação por unidade responsável e nosso objetivo é trabalhar ainda mais para que nos próximos anos possamos conquistar o Selo na categoria Diamante", complementou.

Premiação Mérito - Na reunião também foi definida a data da solenidade de Certificação do Mérito de Produtividade do 1º Grau, para agraciar as Varas do Trabalho que apresentarem o melhor desempenho no ano de 2017 no Cumprimento de Metas. A entrega acontecerá no dia 23 de fevereiro de 2018.
    
Será a terceira edição da premiação anual instituída pelo Ato Nº 214/2015. A pontuação das unidades é estabelecida com base em sete indicadores, previstos no Plano Estratégico do TRT19ª em alinhamento com os Planos Estratégicos do Poder Judiciário (CNJ) e da Justiça do Trabalho (CSJT), criados para verificar quais Varas trabalharam para assegurar a celeridade e a produtividade na prestação jurisdicional. Esse é um dos objetivos que integra o Plano Estratégico 2015-2020 do TRT/AL.

O certame também foi instituído com a finalidade de estabelecer mecanismos que promovam a integração de equipes de trabalho e competições saudáveis que elevam o comprometimento das unidades jurisdicionais na busca da excelência dos serviços. "Lancei o desafio à Comissão de Gestão Estratégica para que desenvolva uma premiação semelhante para 2ª instância, a exemplo do projeto Gabinete Legal existente no Tribunal Superior do Trabalho", afirmou o desembargador Pedro Inácio.

Também participaram da reunião a secretária-geral da Presidência, Marta Suseni, o diretor-geral do TRT/AL, Audelírio Pimenta, a secretária de Gestão de Pessoas, Mary Lidian Ferraz, o secretário da Corregedoria Regional, Auricélio Ferreira Leite, o secretário de Gestão Estratégica, Victor Dorea, o secretário da Secretaria Judiciária, Manoel Messias, o assessor da Presidência Marcus Veríssimo e o chefe do Setor de Consolidação de Dados da Corregedoria, Humberto Vassalo.

 

FaceBook
  © Versão V.1.11 - 11/04/2018